Feito para a TV


John Llewellyn Moxey
Como fã de filmes americanos feitos para a TV (os populares "made for TV" ou "TV movies"), conheci desde cedo o trabalho de alguns diretores que fizeram carreira nessa área e dominaram a técnica desse formato. Um dos grandes nomes dessa área é, sem dúvida, John Llewellyn Moxey. 

Diretor de filmes de sucesso para a TV entre os anos 60 e 80, Moxey pode não ter um nome conhecido aqui no Brasil, mas certamente quem já assistia televisão algumas décadas atrás deve ter visto ao menos um de seus filmes, ou mesmo episódios de séries consagradas dirigidos por ele.

Atualmente aposentado e vivendo na enseada de Puget (costa noroeste dos Estados Unidos, estado de Washington), ele nasceu em 26 de fevereiro de 1925 na Argentina. Na época, o pai trabalhava nos negócios da família, com aço e carvão, na América do Sul. Depois de servir nas forças armadas durante a Segunda Guerra Mundial, Moxey resolveu entrar para o ramo dos filmes. Após trabalhar como editor, dirigiu vários episódios da série inglesa London Playhouse, seguida por outro programa, The Adventures of Tugboat Annie.

Sob o nome de "John Moxey", o diretor partiu para o que se tornaria seu projeto mais aclamado: The City of the Dead (1960), também conhecido como Horror Hotel, filme de terror de baixo orçamento estrelado por Christopher Lee, recém descoberto pela Hammer (lendária produtora britânica de filmes de terror).

Para uma estreia, City of the Dead fez bonito e influenciou mais diretores do que se possa imaginar. Muita gente até notou similaridades com o clássico Psicose (Psycho), de Alfred Hitchcock, lançado naquele mesmo ano. O sucesso do filme levou Moxey a dirigir vários outros trabalhos ao longo dos anos 60, a maioria para a televisão britânica.

No fim daquela década, começou a usar o nome do meio (Llewellyn) por influência da numerologia e entrou em uma fase extremamente prolífica. Tornou-se um dos diretores mais populares do programa Movie of The Week, da rede de TV americana ABC. De 1969 a 1975 a emissora exibia semanalmente um filme especialmente feito para a TV.


The House That Would Not Die (1970) foi o primeiro dos dois projetos com a premiada atriz Barbara Stanwyck e também o começo de uma longa parceria com os produtores Aaron Spelling e Leonard Goldberg. A década de 1970 não poderia ter sido mais produtiva para Moxey. Entre um filme e outro, ele ainda encontrava tempo para dirigir episódios da maioria das séries policiais como Hawaii Five-O, The Mod Squad, Police Story e Shaft, entre várias outras daquela época em diante (Missão Impossível, Kung Fu, Magnum, Miami Vice etc.).

Cada vez mais especialista em filmes de suspense, às vezes lidando com o sobrenatural, outras com a trama policial, em 1972 Moxey dirigiu Home for the Holidays (1972), um excelente suspense com Julie Harris, Eleanor Parker, Sally Field, Jessica Walter e Walter Brennan. Já em 1976 dirigiu o piloto de As Panteras (Charlie’s Angels), uma das séries mais emblemáticas dos anos 70.

Sally Field em Home for the Holidays (1972)

As Panteras (1976)
No mesmo ano também dirigiu Pesadelo no Condado de Badham (Nightmare in Badham County), drama inquietante sobre duas jovens presas injustamente em uma cidadezinha do interior (filmes sobre mulheres em prisões foram muito explorados naquela década). Muito popular na época, o filme chegou a ser lançado nos cinemas.


Ao longo dos anos 80 Moxey continuou dirigindo filmes para a TV e espisódios de séries. Em 1989 realizou seus últimos trabalhos, dirigindo vários episódios da série de sucesso Assassinato por Escrito (Murder She Wrote), protagonizada por Angela Lansbury e produzida pela CBS.

Angela Lansbury em Assassinato Por Escrito
A filmografia de Moxey inclui dezenas de títulos de filmes para a TV, além de inúmeros episódios de séries. Para os interessados, vale a pena checar a página do diretor no IMDb. Para os iniciantes, fiz uma listinha básica com 10 de seus filmes imperdíveis. Alguns foram figurinhas carimbadas nos canais brasileiros durante os anos 80 e 90, principalmente nas madrugadas. Depois, infelizmente, desapareceram dos canais abertos. Mas vários podem ser vistos pelo YouTube, no original em inglês (sem legendas).

The Cradle Will Fall (1983)

TOP 10 de John Llewelyn Moxey
  • The City of the Dead (1960)
  • Circus of Fear (1966)
  • The House That Would Not Die (1970)
  • The Night Stalker (1972)
  • Home for the Holidays (1972)
  • The Strange and Deadly Occurrence (1974)
  • Pesadelo no Condado de Badham (Nightmare in Badham County, 1976)
  • No Place to Hide (1981)
  • Morte Suspeita (Killjoy, 1981)
  • The Craddle Will Fall (1983)

3 comentários:

  1. Parabéns, pelo seu artigo. Também sou fã de alguns filmes feitos exclusivamente p/ a tevê. Entre eles: "A Maldição da Viúva Negra", "Assassinato Por Causas Naturais", todos da época em que o "Corujão", ainda chamava-se "Coruja Colorida".
    Antônio Costa

    ResponderExcluir
  2. Valeu pela opinião, Antônio! Sempre curti muito os filmes feitos para a TV, apesar de serem frequentemente menosprezados. Alguns chegam a ser bem melhores do que produções feitas para o cinema. Sobre o "Coruja Colorida", não sabia dessa curiosidade. Gostei mesmo!

    ResponderExcluir
  3. oi..
    Aonde posso comprar os filmes de MURDER, SHE WROTE (ASSSASSINATO POR ESCRITO) pela legenda portugues. Agradeço, Erica Barboza ericabarboza71@gmail.com

    ResponderExcluir