6 novelas obscuras dos anos 2000


Algumas novelas, apesar de não serem tão antigas, adquiriram uma reputação de "obscuras" por não terem conseguido sucesso de audiência. Seja por problemas com a história em si, que não engatou, com a escalação do elenco, ou com ambos. Fiz uma pequena lista com seis dessas novelas da década de 2000. Alguns casos, como Bang Bang (2005) e Negócio da China (2008), apesar de terem sido fracassos, ainda são bem lembradas e consideravelmente conhecidas. Por isso não entraram no meu Top 6 de novelas pouco marcantes dos anos 2000. Meu critério para esse julgamento foi pessoal. Considero obscuras aquelas novelas indistintas, que tiveram baixa audiência e que rapidamente foram esquecidas por nunca terem, de fato, decolado. De algumas praticamente nem temos lembrança, ou então só nos lembramos vagamente de algum detalhe genérico. 


Desejos de Mulher (2002)
De Euclydes Marinho


Dessa novela só me lembro de duas coisas: o frisson por Regina Duarte aparecer de cabelo curto e a trilha sonora internacional, que era ótima (mas que mal tocava na novela). Esperava-se que o embate entre as personagens de Glória Pires e Regina Duarte fosse repetir, ao menos um pouco, o sucesso de suas personagens em Vale Tudo (1988). Passou batido. Como explica Nilson Xavier em seu site Teledramaturgia: "A audiência correspondia ao mínimo que a emissora esperava para o horário na época. O elenco era dos melhores, os atores trabalharam com afinco. Mas a trama, confusa e cheia de idas e vindas, dificultou o entrosamento." 



Sabor da Paixão (2002-2003)
De Ana Maria Moretzsohn


Não me lembro de praticamente nada dessa novela, a não ser de Letícia Spiller. O título (que soa mexicano) é bem genérico, o que também não ajuda. Sabor da Paixão não fez jus ao título: era bem insossa, pelo pouco que me lembro. Na época, o que mais se falava é que aquela era a pior audiência da história das novelas das seis até então. "Faltou fôlego para uma trama tão inconsistente. E a história da Cinderela moderna, na Lapa idealizada do Projac, não convenceu", explica Nilson Xavier.



Agora é que São Elas (2003)
De Ricardo Linhares



Essa me esforcei para assistir, mas não cheguei a ficar muito empolgado. O que me animava era o trio dos protagonistas: Vera Fischer, Miguel Falabella e Marisa Orth. Mas nenhum deles estava muito convincente. Caco Antibes e Magda (do Sai de Baixo) ainda eram muito recentes. O CD nacional era ótimo, cheio de músicas que foram muito tocadas na época. E as canções eram bem usadas na novela. Mas não teve trilha internacional, devido à audiência não muito boa e ao encurtamento da novela.



Começar de Novo (2004-2005)
De Antônio Calmon e Elizabeth Jhin


Outra novela da qual não me lembro de praticamente nada, a não ser do casal de protagonistas — Marcos Paulo e Natália do Valle — e da história ser bem enfadonha. A trama não empolgou, principalmente depois de uma novela de tanto sucesso como sua antecessora, Da Cor do Pecado. "Fiz Começar de Novo para as mulheres maduras e acabei, com isso, abandonando os jovens, que são a minha praia", disse Antônio Calmon. (Fonte: site Teledramaturgia)



Eterna Magia (2007)
De Elizabeth Jhin



Comecei a assistir porque adoro novelas ambientadas nos anos 1940, mas não fui muito longe. A história não me empolgou. Só me lembro que Malu Mader era Eva Sullivan, uma pianista famosa, e Cássia Kiss, a vilã (cujo cabelo, inspirado em Meryl Streep no filme O Diabo Veste Prada, chamou atenção). A trama tinha "bruxas" boas e "bruxas" más. E a história se passava em uma colônia irlandesa fictícia, no interior de Minas.



Três Irmãs (2008-2009)
De Antônio Calmon



Cláudia Abreu, Giovanna Antonelli e Carolina Dieckmann eram as três irmãs do título. Mais uma dessas novelas genéricas do horário das 7, esquecível antes mesmo de chegar ao fim. A escalação do elenco sofreu vários problemas. Graziela Moretto deixou a novela quando soube que estava grávida. Luiz Gustavo e Otávio Augusto saíram sem maiores explicações. Marcello Novaes ficou afastado da novela por um tempo, após sofrer uma agressão física que o deixou bastante ferido. Solange Couto também teve que ser afastada da novela durante um tempo, depois de uma isquemia cerebral. (Fonte: site Teledramaturgia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário